fbpx

Trade Marketing: 4 exemplos para colocar em prática

Entenda como uma boa estratégia de trade, físico e digital, pode ajudar a alavancar as suas vendas, veja exemplos e comece a praticar ainda hoje.

 

Muitos são os motivos que levam uma pessoa a comprar um produto. Por isso, investir na experiência de compra não é apenas necessário, mas também indispensável para o sucesso nas vendas, online ou off-line.

Seja em uma loja digital ou em um varejo físico, ter uma boa estratégia de trade marketing é fundamental para garantir a melhor experiência possível para o comprador, tornando assim, a jornada do shopper um caminho mais leve e satisfatório.

Você pode se aprofundar ainda mais neste assunto, lendo o nosso artigo chamado: Comportamento do consumidor: entenda a jornada do shopper. Nele, apresentamos os fatores que influenciam na decisão de compra e damos dicas de como impactar positivamente o consumidor.

No texto abaixo, você verá mais sobre as estratégias de trade marketing e como aplicá-las no varejo físico e virtual, continue e obtenha insights importantes para a sua empresa.

 

Trade Marketing: o que é e qual o seu objetivo?

 

Caso ainda reste alguma dúvida e você esteja se perguntando – Afinal, o que é o Trade Marketing?

Vamos explicar de forma simples e objetiva para que possamos prosseguir e ir direto ao que interessa: aplicação dos conceitos na sua estratégia de marketing online-to-offline.

Segundo Christian Manduca, profundo conhecedor deste universo: “(…) o trade marketing tem e terá um árduo trabalho no sentido de disponibilizar, promover e criar valor para as marcas de produtos no momento de decisão, dentro do ponto de venda.”

Ou seja, é uma estratégia que tem como objetivo explorar a melhor forma de se expor produtos nos canais de venda, com o objetivo de potencializar as vendas, aumentar o reconhecimento da marca e facilitar a jornada de compra.

> Conheça a Gofind e leve soluções inteligentes para clientes do seu portfólio!

 

Principais diferenças entre o Marketing e o Trade Marketing

 

É muito comum para os setores de marketing e vendas de qualquer empresa, o foco em ações que visam a promoção de produtos ou serviços e geram reconhecimento de marca.

Isso se estende para o profissional de trade marketing, cujo a função impacta diretamente a percepção do consumidor. E é por isso que indústrias e empresas fabricantes de produtos precisam fazer com que o seu produto esteja devidamente exposto, ficando cada vez mais à vista do consumidor.

Seja em uma gôndola de supermercado, com uma embalagem bonita e adequada, seja com uma imagem que represente fielmente o produto e que atenda às expectativas reais do consumidor no ambiente digital.

Veja abaixo as principais diferenças entre o Marketing e o Trade Marketing, além de pontos em comum e como estas áreas se conectam em uma empresa:

MARKETING

Setor da empresa que possui profissionais especialistas em: marca (branding) e consumidor.

Principais objetivos da área: maximizar o share e lucros da empresa.

Atribuições:

  • Definir o objetivo de faturamento, volume e lucro de marca;
  • Definir posicionamento e estratégias;
  • Definir e controlar investimentos;
  • Acompanhar e planejar a participação no mercado;
  • Planejar e controlar budget;
  • Desenvolver promoções para o consumidor;
  • Planejar estratégias para o lançamento de produtos;
  • Gerir a comunicação interna e externa da marca;
  • Realizar pesquisas de comportamento do consumidor e shopper;
  • Coletar e analisar dados de mercado.

 

TRADE MARKETING

Setor da empresa que possui profissionais especialistas em: canais, categorias e shopper.

Principais objetivos da área: maximizar a performance das categorias e dar suporte aos resultados esperados em vendas​.

Atribuições:

  • Recomendar estratégias e táticas de marketing no ponto de venda;
  • Gerenciar investimentos nos canais de venda;
  • Desenvolver calendários e atividades nos PDVs;
  • Avaliar resultados das atividades promocionais;
  • Recomendar e analisar performance em vendas de produtos;
  • Recomendar preços e descontos;
  • Realizar pesquisas de comportamento dos consumidores nas lojas;
  • Apresentar análises de mercado para os clientes;
  • Criar laços e conexões entre shoppers e consumidores.

 

Como elaborar um plano de Trade Marketing

 

Algumas práticas são fundamentais para elaborar uma estratégia sólida de Trade Marketing que realmente direcione o público a finalizar a compra.

Isso se torna possível, graças a uma rotina de ações nos canais de venda e distribuição que impactam o planejamento do produto e toda a cadeia de suprimentos. Veja abaixo quais práticas que geram mais resultado:

1. Ações de sampling

Diz respeito à distribuição de amostras experimentação de um produto nos pontos de venda, é uma estratégia clássica e muito utilizada, mas que costuma gerar resultados bastante positivos.

Desta forma, o consumidor consegue ter maior noção da experiência completa com o produto, antes mesmo de comprá-lo. Caso a avaliação seja positiva, as chances de uma compra tendem a aumentar, garantindo maior aceitação do público, especialmente em períodos de lançamento.

 

2. Exposição com foco em merchandising

Outra ferramenta bastante utilizada e costuma gerar resultados sólidos é o desenvolvimento de práticas de merchandising na exposição do produto nos canais de venda.

Afinal, captar a atenção do comprador com banners, displays e outros recursos visuais costumam captar olhares e dificilmente saem despercebidos pelo público. Esse destaque dos produtos ajuda a estimular a compra causando estímulos sensoriais.

Assunto que abordamos mais profundamente no artigo: Marketing sensorial: como reproduzir a experiência do pdv no ditial.

 

3. Design de embalagens

Na concepção do produto, o design da embalagem é um fator que pode ser considerado um pilar de Trade Marketing, uma vez que a questão visual chama muita atenção no ponto de venda.

Uma apresentação diferenciada, inovadora e disruptiva pode ser o fator decisivo para agregar valor ao produto e estimular a compra.

 

Trade Marketing Digital: principais vantagens

 

Como já abordamos acima, o trade marketing tem como objetivo conquistar o consumidor no ponto de venda, ou seja, fazer ele comprar o seu produto e não do seu concorrente dentro da loja.

No trade marketing digital esta função se repete, mudando apenas a forma de exposição para que os produtos sejam exibidos em plataformas digitais, como e-commerces, marketplaces, apps e localizadores de produtos.

Sendo assim, o trade marketing tradicional atua no ponto de venda físico, como em um supermercado. Entre as suas principais funções estão:

  • Distribuição;
  • Execução do mix de produtos;
  • Separação por categorias;
  • Gerenciamento de estoque;
  • Promoções e lançamento no PDV;
  • Treinamento de promotores;
  • Ações de Merchandising.

Por outro lado, o Trade Marketing Digital tem ações focadas no marketplace ou na plataforma de exibição do produto online. As suas principais funções são:

  • Lidar com o consumidor omnichannel;
  • Oferecer páginas de produtos personalizadas;
  • Integrar o online com o offline (estoque/disponibilidade);
  • Fazer ações promocionais e de Digital Merchandising.

Assunto que você pode se aprofundar, conhecer todos os conceitos e estratégias no blogpost: Digital merchandising: o que é e como usar nos negócios.

Foco no consumidor omnichannel:

Segundo pesquisa da Salesforce, o consumidor costuma ter de 6 a 8 pontos de contato com a marca antes de tomar a decisão de compra

Isso significa que é cada vez mais indispensável para as marcas que se comuniquem com seus consumidores de forma personalizada e dinâmica.

O consumidor tornou-se omnichannel, ou em outras palavras, multicanais. Conectados a todo momento, em várias plataformas, buscando sempre a melhor experiência de consumo.

Quanto antes as marcas entenderem que precisam oferecer uma experiência digital tão satisfatória quanto a experiência na loja física, melhor será a percepção do consumidor e maior será a sua chance de vender para ele novamente.

Entenda melhor o que é uma estratégia omnichannel, seus conceitos e como aplicar na sua empresa no nosso conteúdo: Omnichannel: o que é e como usar na sua empresa.

 

Trade marketing: 4 exemplos para colocar em prática

 

O trade marketing é uma área da empresa que é relativamente simples de se por em prática, devido a sua praticidade operacional, sem necessitar de muitos colaboradores executando funções no ponto de venda.

Contudo, é preciso que este especialista possua um conhecimento profundo das técnicas e conceitos por trás de uma boa estratégia, para não colocar tudo a perder cometendo falhas durante o processo.

Para ajudar você e sua equipe nessa tarefa, desenvolvemos 4 dicas muito úteis para pôr em prática:

1. Identifique as necessidades do distribuidor

Desta forma será possível conhecer quais tipos de produtos os clientes mais buscam, quais são os principais benefícios que os consumidores estão procurando e outras informações relevantes para sua estratégia.

Uma pesquisa simples de satisfação, com a ajuda dos lojistas, poderá ajudá-los a descobrir estas questões de forma rápida e precisa.

E as informações coletadas serão a base inicial para formar uma estratégia bem estruturada que atenda cada distribuidor em particular e se inicie uma parceria de sucesso.

 

2. Alinhe as necessidades do distribuidor com os objetivos do seu negócio

Para fazer um trade marketing de sucesso você precisará se conectar de forma mais profunda com o distribuidor do seu produto e ir além de apenas conhecer as suas necessidades.

Criar um relacionamento com ele lhe ajudará a obter maior cooperação com o alcance das sua metas e objetivos.

Além disso, se comprometer com o alcance dos resultados dele, adequando os seus objetivos de venda aos objetivos do distribuidor fará com o laço de parceria permita o sucesso de ambos.

Uma estratégia fundamental para a construção de uma parceria estratégica forte, elevando o grau de competitividade diante do mercado onde atuam.

 

3. Planeje e execute uma estratégia de Trade Marketing Digital

É fundamental para qualquer planejamento estratégico que vise aumentar as vendas, através de campanhas de incentivo, aplicar os conceitos do Trade Marketing também para o mundo digital.

Uma vez que a maioria das marcas utilizam plataformas digitais para expor e vender os seus produtos em larga escala.

Além disso, para se ter um melhor desempenho dos canais de vendas online e off-line, é importante fortalecer a apresentação dos produtos online e, para isso, alguns fatores devem ser considerados:

  • Fotos reais e de alta qualidade;
  • Todos os ângulos do produto devem ser mostrados;
  • A descrição dos produtos deve ser completa;
  • As características técnicas e nutritivas devem estar descritas;
  • Avaliações e comentários de usuários devem estar ativadas.

O trade marketing é e continuará sendo fundamental para as marcas, considerando que o marketing digital e plataformas de venda online continuam a crescer.

Contudo, o varejo tradicional e suas lojas físicas também desempenham uma parte muito importante na jornada de compra e este cenário tende a continuar a caminho de uma mescla das duas ações.

 

4. Invista em anúncios multimídia

Anúncios são uma grande oportunidade para você expor o valor agregado que o seu produto entrega e a rentabilidade potencial que ele pode proporcionar ao negócio do cliente.

Neste caso, o investimento deve incluir apresentações multimídia, ou seja, visualmente estimulantes, gerando uma experiência interativa para os seus potenciais clientes.

 

Solicite sua demonstração e conheça as funcionalidades das nossas soluções para o seu negócio!

 

Como a Gofind ajuda você a melhorar o trade marketing da sua empresa

 

Nos últimos 5 anos, a Gofind vem ajudando marcas e negócios locais a se destacarem no mercado, graças a nossa plataforma de marketing que mapeia e mostra, em tempo real,  a disponibilidade de produtos nos pontos de venda.

Com o Localizador Gofind, o shopper acessa o site ou redes sociais da marca, busca pelo produto desejado e encontra um mapa interativo que mostra em quais lojas próximas ou e-commerces possuem o produto disponível em estoque.

Uma plataforma interativa, intuitiva, de fácil acesso e que permite às marcas acompanhar todo seu catálogo de produtos disponíveis nos pontos de venda, dados de positivação e reabastecimento de mercadorias.

Além disso, nosso portal do cliente dá acesso a um analytics completo sobre a performance de produtos, pontos de vendas, dados demográficos, perfil do consumidor, demanda por região e produtos específicos, dados de ruptura e insights para potencializar ações de marketing.


Afinal, quais os benefícios do trade marketing para minha empresa?

Como pudemos ver ao longo do texto, desenvolver estratégias e ações robustas de Trade Marketing na sua empresa irá potencializar os resultados em vendas.

Além de permitir uma estruturação completa, coleta e análise dados sobre o comportamento do consumidor no ponto de venda, assim como o desenvolvimento de ações de marketing mais assertivas.

Impactar a percepção do público com o seu produto, será decisivo no momento da compra, pois faz parte da experiência de consumo como um todo.

Este tipo de planejamento prévio, permite que as áreas de trade marketing, marketing e vendas da sua empresa sejam ainda mais conectadas para agir em prol do mesmo objetivo.

Vender mais, de forma mais assertiva e rentável, trazendo mais resultados e retorno de investimento.

Lembre-se também de considerar ações de trade marketing digital para sua estratégia e invista em Digital Merchandising.

Aproveite  estas dicas, comece a implementar e descubra como usar a tecnologia à favor do seu negócio.

Tenho certeza que você também irá se interessar pelo nosso outro conteúdo voltado a performance de marketing, chamado: Digital Merchandising: o que é e como usar nos negócios.

• Gostou? Leia outros conteúdos como este →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *