Segmentação geográfica: 3 passos para começar ainda hoje

Veja como dividir e segmentar suas ações para extrair o melhor de cada público e regiões nas estratégias de marketing.

Muitas marcas e lojistas costumam dedicar seus esforços de marketing, vendas e publicidade em campanhas abrangentes, atingindo diversos públicos, apostando no grande alcance como forma de criar um reconhecimento de marca.

Assim como impactar o maior número de pessoas possíveis para atrair parte desta audiência para finalizar a compra na loja.

Contudo, nem sempre esta é a melhor estratégia ou a mais eficiente para todos os tipos de negócios. Tornando a segmentação do público e delimitação do nicho de mercado algo cada vez mais necessário para o sucesso das campanhas.

A segmentação geográfica é uma maneira de delimitar este nicho de forma menos abrangente. Por consequência, a partir daí, é possível traçar estratégias de vendas e ações de marketing mais focadas em um públicos específicos.

Empresas de diferentes ramos e portes, podem criar oportunidades para qualificar suas ações e tornar suas estratégias de atração de clientes ainda mais eficientes.

Neste post você vai saber mais sobre o que é, como funciona e para que serve a segmentação geográfica, Também verá dicas e como aplicar na sua empresa para melhorar as vendas. Continue a leitura abaixo!

O que é segmentação geográfica?

Segmentação geográfica nada mais é do que uma estratégia que tem como objetivo dividir o mercado em nichos de acordo com a região geográfica – como o nome já sugere, respeitando as particularidades de cada localidade e as características do seu público.

Assunto que abordamos também no artigo: Geomarketing: Entenda e aprenda a utilizar na sua empresa, com tudo que você precisa saber sobre marketing baseado em geolocalização.

Veja abaixo alguns exemplos desta segmentação:

  • Local: lojas ou estabelecimentos que atendem em diferentes bairros de uma cidade;
  • Regional: rede de lojas que funcionam em diversos estados;
  • Nacional: rede de lojas que atende todos ou vários estados do país;
  • Internacional: franquias e redes que atendem em diversos países.

• Conheça a Gofind e leve soluções inteligentes para clientes do seu portfólio!

Qual a importância da segmentação geográfica para o marketing da empresa?

Graças a segmentação geográfica é possível explorar novos campos estratégicos dentro do marketing, como a análise de demanda por produtos específicos, público-alvo e dados demográficos que nos permitem saber hábitos de consumo extremamente precisos.

Marcas podem realizar campanhas focadas em regiões onde seus produtos são mais procurados, sabendo exatamente qual o público que precisa atingir para obter sucesso.

Estas estratégias podem estar ligadas a produtos e serviços específicos, pontos de venda, monitoração de concorrência, entre outras. A lista é extensa e tudo vai depender do seu objetivo.

Contudo, a importância desse tipo de estratégia não está apenas na precisão dos dados, mas também nos insights que esses dados fornecem para as empresas.

Com eles, um mundo de novas possibilidades se abre, que vai desde o desenvolvimento de campanhas segmentadas por região, até enviar notificações e mensagens com ofertas para potenciais clientes que transitam nas proximidades dos pontos comerciais da sua marca.

Para mais detalhes de como a análise de dados ajuda o marketing na performance de campanhas, leia o blogpost: Marketing orientado a dados: como ser data-driven!

Tipos de segmentação geográfica

  publicos campanhas geomarketing

Como já abordamos acima, a segmentação geográfica diz respeito a escolher uma área ou região que esteja alinhada ao perfil do seu público-alvo, ou seja, realizar uma campanha ou até mesmo instalar uma loja em regiões próximas dos clientes.

Entretanto, dentro desta lógica, que já é bastante nichada, existem alguns tipos de segmentação que uma estratégia bem desenhada pode abordar.

Com o exemplo da segmentação demográfica, uma divisão de público que contempla dados demográficos para definir melhor a quem se destina cada ação. Veja alguns exemplos abaixo:

  • Idade Diz respeito à faixa etária de cada público, definindo o tom de voz de cada campanha.
  • Sexo Diz respeito ao gênero do público que se deseja atingir, levando também em consideração aspectos mais subjetivos como identidade de gênero e sexualidade.
  • Tamanho da família Diz respeito à quantidade de pessoas que dividem a residência ou a quantos dependentes e parceiros convivem no imóvel.
  • Renda Diz respeito à faixa salarial que o público está inserida ou ao poder de compra deste público.
  • Ocupação Diz respeito à formação acadêmica ou a profissão que este público exerce.
  • Religião Diz respeito a crença ou ideologia religiosa que esta pessoa ou comunidade seguem, ou a ausência dela.
  • Raça Diz respeito à cor, etnia, descendência ou identificação étnica deste público.
  • Nacionalidade Diz respeito ao país de origem, residência ou naturalização deste público.

Principais tecnologias aplicadas na segmentação geográfica?

Se nossos avós, pais e mães já estão usando e abusando das tecnologias e dos smartphones, imagine agora seus clientes.

Pois bem, é este alto nível de conexão que permite o crescimento e a evolução das ações de segmentação geográfica. Nunca foi tão fácil escolher exatamente onde lançar, divulgar ou vender seus produtos

Afinal, estamos a todo momento enviando dados de localização e raio de distância, informando às empresas como Google e Facebook, onde estamos e o que estamos fazendo.

Estas informações alimentam bancos de dados das plataformas e sites, formando o Big Data com informações precisas e valiosas para ações de marketing.

Veja abaixo mais tecnologias que ajudam empresas a realizar a segmentação geográfica:

  • Mapas de calor: Este tipo de tecnologia é muito importante para marcas e lojas que atendem uma ou mais regiões, através do mapa é possível verificar em quais regiões os produtos possuem maior demanda, dados de buscas ou até mesmo identificar quais regiões precisam de reabastecimento ou de novas lojas.
  • Geomarketing: Uma metodologia que usa dados do GPS presente em aparelhos móveis para proporciona a elevação de resultados nas ações de marketing, através do impacto de campanhas baseadas na localização atual do público.
  • Analytics de produto: Ferramentas de análise e gestão de dados sobre todo o ciclo de vida de um produto, ou seja, um sistema capaz de ajudar a equipe de marketing a definir estratégias baseadas em dados de demanda, performance de vendas, informações de ruptura, abastecimento e distribuição de produtos.

mapas de calor gofind

 

3 passos para começar a segmentação geográfica

1.Defina um planejamento estratégico:

Independente do tamanho ou importância da decisão estratégica de um negócio, ela precisa ser muito bem pensada antes de ser posta em prática.

Por isso, na hora de reunir sua equipe e colocar as ideias num papel, devem ser considerados os principais objetivos do negócio, qual o orçamento disponível, o perfil do consumidor, quais canais conversam com este público, qual a melhor linguagem, entre outros pontos importantes.

Por exemplo, se a empresa identificar que grande parte do seu público-alvo está em determinada região, talvez seja uma boa ideia investir em uma ação de marketing focada nesta localidade.

Também é possível estabelecer a segmentação geográfica conforme o produto ou serviço que a empresa oferece, ou seja, se o seu produto é voltado para atividades marítimas, faz sentido que ele seja divulgado em regiões litorâneas.

O mesmo vale para negócios que precisam lidar com a sazonalidade. Uma indústria de alimentos que fabrica panetones costuma investir mais em épocas próximas ao final de ano.

Assunto que abordamos com ainda mais detalhes no texto: Marketing digital: Otimize suas campanhas fugindo do óbvio.

 

2.Defina o público-alvo:

Definir um público-alvo é apenas mais um passo na sua estratégia,  mais do que isso se faz necessário encontrar as personas ideais para seus produtos e ações de marketing.

Personas são personagens fictícios que trazem características reais de consumidores, isso ajuda a elaborar estratégias mais assertivas ao imaginar e observar como o seu público se comporta em vários aspectos do cotidiano.

Alguns elementos podem ajudar a definir esses perfis de clientes mais personalizados, como hábitos, hobbies, profissão, nível de instrução, tipos de conteúdo que consome e em quais canais.

Com base nesses dados, é possível determinar alguns padrões de comportamento para o desenvolvimento do planejamento estratégico. Aqui, é importante avaliar alguns elementos, como a relevância do produto, a rentabilidade, o volume de vendas e o engajamento do público.

3.Desenvolva campanhas de marketing eficientes:

Para uma campanha de marketing ser eficiente, ela irá precisar do máximo de dados possíveis, antes mesmo de começar a ser planejada.

Isso significa que ela só vai apresentar os resultados esperados caso a equipe responsável saiba com quem está comunicando, qual é a mensagem e qual é o canal ideal para veicular a mensagem.

Isso torna ainda mais evidente a necessidade e a importância da definição das personas para a segmentação geográfica da sua campanha.

Afinal, para se ter segurança na hora de tomar decisões estratégicas, é preciso entender e dominar o assunto, e para isso, a análise de dados oferece informações necessárias para prevenir erros e definir metas.

3 passos simples que uma boa ferramenta para a gestão completa do marketing de produtos irá ajudar sua equipe a acertar nas próximas campanhas.

Solicite sua demonstração e conheça as funcionalidades das nossas soluções para o seu negócio!

Como a Gofind ajuda você a melhorar sua estratégia de segmentação geográfica

Nos ultimos 5 anos, a Gofind vem ajudando marcas e negócios locais a se destacarem no mercado, graças a nossa plataforma que gerencia dados de positivação de lojas e produtos específicos e ainda mapeia e mostra, em tempo real,  a disponibilidade destes produtos nos pontos de venda.

Além disso, nosso portal do cliente dá acesso a um analytics completo sobre a performance de produtos, pontos de vendas, dados demográficos, perfil do consumidor, demanda por região e produtos específicos, dados de ruptura e insights para potencializar ações de marketing.

Conheça esta e outras soluções do nosso Localizador de Produtos!

Veja também o depoimento do gestor de marketing da Nestlé NINHO sobre as nossas soluções:

“A Gofind tem sido um parceiro fundamental para nossa marca, principalmente com nossos lançamentos mais nichados. Além de nos ajudar com o direcionamento dos consumidores às lojas, a plataforma é chave na identificação de oportunidades de negócio, por meio da mensuração de potenciais mercados consumidores e mapeamento de rupturas no ponto de venda. Agora, com o localizador também para e-commerces, teremos a oportunidade de chegar a locais ainda não atendidos pelo varejo físico” – Luigi Segatto, coordenador de Marketing da NINHO Nestlé.

 

Afinal, por que fazer a segmentação geográfica?

Como pudemos ver ao longo do texto, considerar a segmentação geográfica nas suas campanhas de marketing não só pode, como irá fazer a diferença nos resultados obtidos com cada camapanha.

Esta estratégia busca segmentar e delimitar o público para evitar desperdícios de verba e frustrações com campanhas mal desempenhadas.

Este tipo de planejamento prévio com a coleta e análise de dados, permite que o marketing da sua empresa seja ainda mais assertivo e rentável, trazendo mais resultados e retorno de investimento.

Aproveite estas dicas, comece a implementar e descubra como usar a tecnologia à favor do seu negócio.

Tenho certeza que você também irá se interessar pelo nosso outro conteúdo voltado a performance de marketing, chamado:  Geomarketing: Entenda e aprenda a utilizar na sua empresa

Geomarketing: Entenda e aprenda a utilizar na sua empresa

  • Gostou? Leia outros conteúdos como este →

Posts relacionados

Categorias

Mais populares

Baixar conteúdo

Increva-se e receba novos conteúdos toda semana.

Baixar conteúdo

Increva-se e receba novos conteúdos toda semana.