Blog

Online-to-Offline: Atraia clientes do digital para a loja física

Entenda o que é Online-to-Offline, veja modelos de negócios e aprenda a adotar esta estratégia para atrair mais consumidores.

 

O termo O2O ou Online-to-offline é um conceito que surgiu na China, mas que vem ganhando bastante espaço aqui no Brasil. Ele nada mais é que a oferta de produtos ou serviços que o consumidor usa no mundo físico, mas que são comprados ou encontrados primeiramente no digital

Ou seja, o primeiro ou o mais significativo contato do consumidor com a sua marca, serviço ou algum produto é feito pela internet e esta relação amadurece e continua no ambiente off-line.

Segundo dados da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), a grande maioria dos brasileiros (97%) busca informações online antes de realizar uma compra em lojas físicas.

Se você trabalha com marketing ou busca aprender mais sobre tecnologia e inovação para atrair mais consumidores, já deve ter se deparado com o desafio de integrar ações online com off-line, certo? Também já deve ter se frustrado por investir demais em campanhas que não trouxeram o retorno desejado.

Pois bem, estes dados nos mostram que é cada vez importante para estratégias de aquisição de novos clientes um planejamento que integre ações de marketing digital com campanhas tradicionais e ações no PDV.

Mas o que algumas empresas não sabem, no entanto, é que essa integração é mais do que positiva e pode potencializar suas vendas. Isso acontece porque a presença do online no dia a dia das pessoas e cada vez maior, e é possível que toda a relação com a marca seja desenvolvida antes mesmo delas pensarem em comprar um produto.

Portanto, se você deseja aprender mais sobre a estratégia O2O e como ela pode ajudar no desempenho das suas campanhas, atraindo mais consumidores, continue lendo o conteúdo abaixo!

Conheça a nossa solução para marcas 

 

Como Funciona 

 

O Modelo de Negócio O2O (Online-to-Offline) é adotado por diversas empresas que divulgam seus negócios no online para encontrar e trazer clientes para consumir seus produtos e serviços no mundo off-line. 

Funciona por atrair usuários na internet, oferecendo ofertas, reservas, recomendações e mostrando onde as pessoas podem encontrar a marca. Isto serve para criar oportunidades de compra (lead generation) no mundo real para varejistas.

 

Para tornar ainda mais claro, imagine o seguinte cenário: 

Uma marca de bebidas decide realizar uma campanha de marketing digital, com o objetivo de se tornar mais conhecida e atrair mais consumidores para os seus pontos de vendas, lojas e supermercados. Para isto, ela realiza uma campanha baseada em geolocalização (geomarketing), ou seja, uma ação que irá impactar apenas consumidores em regiões estratégicas, próximas das lojas que revendem o seu produto.

O público é impactado pela publicidade digital que informa, em tempo real, que a bebida em questão está em promoção em uma loja que fica nas proximidades da sua localização atual, levando mais consumidores para a loja.


Saiba mais sobre marketing baseado em geolocalização: Geomarketing

Geomarketing: Entenda e aprenda a utilizar na sua empresa


Jornada do consumidor moderno

 

Sabemos que no ambiente digital, cada usuário tem a sua própria trilha de amadurecimento e decisão pela compra, que acaba acontecendo no momento em que mais lhe convém. No entanto, é possível que você ajude-o a tomar esta decisão, oferecendo estímulos de compra na hora e no lugar certo.

Como vimos no texto mais acima, os clientes que fazem parte da estratégia online to off-line já realizaram pesquisas sobre o produto em casa e, por isso, têm noções abrangentes sobre o que desejam comprar. Dessa forma, é importante que o consumidor tenha acesso a informações relevantes e de qualidade sobre o item que você oferece e também sobre a sua marca.

A partir do momento em que você considere-o devidamente nutrido, ele poderá ser encaminhado para a próxima etapa da jornada e, assim, realizar a compra de forma muito mais leve e agradável.

 

Canais O2O

 

Antes de pensar em adotar novos canais de vendas ou até mesmo estratégias de marketing digital, é preciso ter um público bem definido (buyer persona), assim você saberá, através de dados analisados, em qual rede social, site ou aplicativo ela mais se encontra. 

Desta forma, você saberá utilizar este canal para chegar até o público, seja através de anúncios pagos ou posts orgânicos. Tudo dependerá da sua estratégia e do seu orçamento de investimento, aqui o mais importante é ser assertivo e focar em ações baseadas no comportamento da persona, impactando-os no lugar e no momento que eles mais estão dispostos a receber este tipo de comunicação.

 

  • Redes sociais

Dificilmente uma ação de marketing digital excluirá anúncios e posts em mídias sociais, estes canais costumam ser muito efetivos devido a facilidade que o consumidor têm para visualizar e avaliar marcas e produtos.

Foque no tempo ocioso do seu público e utilize os diversos formatos e ferramentas das mídias sociais para gerar engajamento com a sua marca.

Lembre-se de sempre manter as suas informações atualizadas como: Local, horário de atendimento, produtos e serviços. Isso ajudará o consumidor a lhe encontrar sem nenhuma complicação.

 

  • Sites

Ter um site organizado, com informações relevantes e fácil de navegar é um item obrigatório para qualquer marca. Mas além disso, é preciso pensar na jornada do consumidor, ou seja, pensar em todos os passos realizados por ele na hora de decidir uma compra online.

Para isso, sites parceiros e ferramentas de buscas locais como o Google podem ser aliados importantes na sua estratégia o2o. Afinal, muitos consumidores pesquisam antes de comprar e estes portais são os principais ambientes de pesquisa.

Certifique-se de que a sua empresa e o seu produto podem ser facilmente encontrados na internet.

 

  • Aplicativos

Grandes empresas costumam investir em aplicativos nativos para somar as suas estratégias de marketing e crescimento. Contudo, nem todas as empresas possuem verba e orçamento para tal. 

Varejistas e negócios de pequeno e médio porte, costumam investir em soluções que já existem no mercado como Rappi, ifood e localizadores de produtos.

Aqui é fundamental que você ofereça comodidade ao seu consumidor, permitindo que ele compre, reserve, trace rotas ou encontre a loja mais próxima.

Conheça o nosso Localizador de Produtos para marcas 

Forças e Fraquezas

 

  • Forças do O2O – É um modelo de negócio escalável, permitindo um alto nível de leitura e mensuração de dados para obter resultados com maior previsibilidade.
  • Fraquezas do O2O – Pode ser bastante difícil integrar o online com o off-line e gerenciar a reputação (qualidade do serviço) oferecidos pelos varejistas e revendedores.

 

Lojas Físicas

Falamos muito sobre estratégias de marketing digital, mas você deve esquecer a loja física e pontos de vendas? Absolutamente não!

O atendimento na loja deve ser um cartão de visitas e mostrar aos consumidores que a experiência presencial também tão boa quanto a digital. 

Além disso, é importante entender que o omnichannel veio para ficar. Ou seja, não basta ter apenas um canal de comunicação e vendas.

Com isso, concluímos que para se obter sucesso com o modelo de negócios Online-to-offline é preciso, antes de mais nada, investir em maturidade digital e ambientalização dos canais para uma maior integração. Também é preciso ter bons mecanismos de avaliação de qualidade para que os usuários avaliem com facilidade a qualidade e informem o nível de satisfação com os varejistas locais.

Gostou? Quer saber mais sobre estratégias, técnicas e ferramentas de Marketing para potencializar resultados?

Leia mais